Cédula de R$ 200 com lobo-guará começa a circular; saiba mais

Cédula de R$ 200 com lobo-guará começa a circular; saiba mais

A nota de R$ 200, com a imagem do lobo-guará, começa a circular nesta quarta-feira (2). Segundo o Banco Central (BC), esta é a sétima cédula da família de notas do real. Serão produzidos, em 2020, 450 milhões de unidades.

MAIS: A nota de R$ 200 gera inflação? 5 mitos e verdades sobre seu dinheiro

O lobo-guará foi escolhido em pesquisa realizada pelo BC em 2001 para eleger quais espécies da fauna brasileira deveriam ser estampadas nas cédulas do país.

De acordo com o Banco Central, o lançamento da nova nota é uma forma de a instituição agir preventivamente para a possibilidade de aumento da demanda da população por papel-moeda (fenômeno conhecido como “entesouramento”), principalmente após o período dos pagamentos do auxilio emergencial a milhões de brasileiros.

Segundo dados do BC, 60% da população ainda utiliza dinheiro vivo para consumir. Em março, isso representava aproximadamente R$ 216 bilhões. 

memes da nota de R$ 200

É a primeira vez em 18 anos que o país cria uma cédula de novo valor para se juntar às já existentes: de R$ 2, R$ 5, R$ 10, R$ 20, R$ 50 e R$ 100. A intenção é que a Casa da Moeda imprima 450 milhões de unidades em 2020, totalizando um valor de R$ 90 bilhões. Por segurança, o governo não divulgou a imagem da cédula antes do lançamento, que inicialmente era previsto para agosto.

O lançamento da cédula foi recebido em meio a muita polêmica. A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu para o Banco Central justificar a iniciativa, após vários partidos políticos (PSB, Podemos e Rede Sustentabilidade) terem ajuizado uma ação contra o lançamento, sustentando que a nota de valor maior é inconstitucional e facilitaria crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Marca d’água contra golpes

A diretora de Administração do Banco Central, Carolina de Assis Barros, explicou que a nova cédula de R$ 200 tem o mesmo tamanho da cédula de R$ 20 (142 mm x 65 mm). Até então, todas as cédulas da 2ª família do real tinham tamanhos crescentes conforme o valor nominal.

“Não havia tempo hábil para a adaptação do parque fabril da Casa da Moeda para fabricar uma cédula maior que a de R$ 100. Por ser uma alta denominação de valor, escolhemos uma série de elementos de segurança robustos, incluindo o número que muda de cor, que já é usado na cédula de R$ 20”, explicou.

As cores predominantes são cinza e sépia. Serão impressas neste ano 450 milhões de unidades da nova cédula, o que representará um montante de R$ 90 bilhões.

Entre os elementos de segurança, também há a marca d’água com a imagem do lobo-guará e do valor da nota, quando posicionada contra a luz. A exemplo de outras cédulas, há também um quebra-cabeça que pode ser visto através da nota. Também há textura em alto relevo e chamado fio de segurança.

Sr Administrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *