Após alta do arroz, entenda por que crise econômica deixará preços estáveis

Após alta do arroz, entenda por que crise econômica deixará preços estáveis

  • Daniele Madureira
  • De São Paulo para a BBC News Brasil

Legenda da foto,

Nos 12 meses até agosto, alimentação no domicílio teve aumento de 11,4% nos preços

Um dos inúmeros memes que invadiram a internet na semana passada mostra a vilã Nazaré Tedesco, interpretada por Renata Sorrah na novela da TV Globo Senhora do Destino, de 2005, fugindo com um saco de arroz de cinco quilos.

Na cena original, Nazaré carregava um bebê roubado, cuja família estava no seu encalço.

A brincadeira mostra o quão valioso se tornou um item da cesta básica brasileira: com alta de 3,98% em agosto, o arroz acumula um aumento de 19,25% no ano.

No caso do feijão, dependendo do tipo e da região, a alta acumulada supera os 30%, de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de agosto. Completam a lista das maiores altas do ano o leite (23%) e os ovos (7,1%).

Sr Administrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *