Bolsa fecha em alta de 0,27% com EUA, mas ações de bancos pressionam índice

Bolsa fecha em alta de 0,27% com EUA, mas ações de bancos pressionam índice

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, fechou em alta nesta segunda-feira (1), em meio ao bom humor no exterior com a aprovação do pacote fiscal na Câmara dos Estados Unidos e à queda do rendimento das Treasuries. Contudo, as ações de bancos despencaram diante de receios sobre compensações fiscais e pressionaram o índice, afastando o indicador da máxima do dia.

O Ibovespa fechou em alta de 0,27%, aos 110.334,83 pontos. Na máxima do dia, o índice da B3 chegou aos 112.445,12 pontos. Já o dólar fechou em baixa de 0,07%, cotado a R$ 5,6002.

O dólar recuou ante o real alinhado à queda predominante no exterior frente outras divisas emergentes e ligadas a commodities em meio ao otimismo com a aprovação pela Câmara dos Representantes dos EUA do pacote fiscal de US$ 1,9 trilhão proposto pelo presidente Joe Biden, que segue agora para o Senado.

Mas as quedas do dólar são moderadas diante da retomada da alta dos juros dos Treasuries longos. Aqui no Brasil, há preocupações ainda com o risco fiscal em meio à indefinição do auxílio emergencial e avanço da covid-19 pelo país impondo novos “lockdowns” em várias cidades e cautela aos investidores. A previsão é de que a PEC Emergencial, que inclui o auxílio, poderá ser ainda mais desidratada antes da votação, prevista para quarta-feira (3).

Há pressão de bancadas para fatiar a PEC e aprovar só o benefício agora, deixando as medidas de contenção para depois, o que o governo quer evitar. Mas parlamentares governistas avaliam que será difícil votar o relatório da proposta sem fatiamento, segundo a Coluna do Estadão.

Destaques na bolsa

As ações do Bradesco (BBDC4) caíram 3,30%, Santander (SANB11) recuou 1,18%. Já os papéis do Itaú (ITUB4) e Banco do Brasil (BBAS3) fecharam em baixa de 3% e 0,68%, respectivamente.

O destaque positivo desta segunda-feira foi da Sendas (ASAI3), responsável pelo mercado Assaí, a companhia negocia agora individualmente na bolsa após cisão da operação de atacarejo do Grupo Pão de Açúcar. Após disparada de mais de 400% no começo do pregão, as ações do ASAI3 fecharam cotadas a R$ 71,40, com valorização de 386,05%.

Saiba mais: Ação do Pão de Açúcar despenca mais de 70% e a do Assai sobe mais de 400%

Subiu também a PetroRio (PRIO3) com alta de 5,53%. Seguida da Hapvida (HAPV3) que avançou 5,29% após a notícia de uma possível fusão que daria lugar a segunda maior empresa de saúde no país.

Os papéis da NotreDame Intermédica (GNDI3) também foram impactados e fecharam em alta de 3,41%.

No lado oposto, a maior queda foi do Pão de Açúcar (PCAR3) que fechou em baixa de 71,89% em um movimento atípico com o mercado precificando a companhia após a cisão do Assaí.

Recuaram também Cielo (CIEL3) e Yduqs (YDUQ3) que desvalorizaram 6,11% e 4,62%, respectivamente.

Bolsas globais

Wall Street disparou nesta segunda-feira, com os mercados de títulos acalmando-se após uma liquidação que durou um mês, enquanto a aprovação pelos EUA de outra vacina contra a Covid-19 e o aval a novo estímulo fiscal reforçaram expectativas de uma rápida recuperação econômica.

  • O índice Dow Jones subiu 1,95%, a 31.536 pontos
  • S&P 500 ganhou 2,3%, a 3.902 pontos
  • O índice de tecnologia Nasdaq avançou 3,01%, a 13.589 pontos

As ações europeias fecharam em alta nesta segunda-feira, depois que os mercados de títulos se estabilizaram após uma forte liquidação registrada na semana passada, com o setor de viagens e lazer liderando os ganhos em meio ao otimismo com os programas de vacinação contra a covid-19 e com o grande pacote de estímulo dos Estados Unidos.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 1,62%, a 6.588,53 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 1,64%, a 14.012,82 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,57%, a 5.792,79 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,82%, a 23.264,86 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 1,86%, a 8.378,10 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 1,95%, a 4.793,97 pontos.

As ações da China fecharam em alta nesta segunda, recuperando-se de sua maior perda semanal em um ano, com os investidores comprando ações prejudicadas pela liquidação mesmo depois que o crescimento mais lento da atividade industrial destacou a fragilidade da recuperação econômica do país.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 2,41%, a 29.663 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 1,63%, a 29.452 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 1,21%, a 3.551 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 1,54%, a 5.418 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI permaneceu fechado.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX não teve operações.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,81%, a 2.973 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 1,74%, a 6.789 pontos.

*Com informações do Estadão Conteúdo e Reuters.

Sr Administrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *